O Ministério Público Federal do Rio Grande do Sul pediu o afastamento de nove pessoas por suposto desvio de verbas envolvendo o Dentran/RS, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e fundações de apoio como a Fatec e a Fundação Educacional e Cultural para o Desenvolvimento e o Aperfeiçoamento da Educação e da Cultura (Fundae) e de outras empresas.

A alegação do MPF para o afastamento é de improbidade administrativa, já que elas podem ter participado ou se beneficiado do desvio de verbas. Entre os nomes citados está Rubens Salvador Bordini, diretor de gestão de informação do banco estatal Banrisul.

Segundo o MPF, na ação ajuizada também foram realizados pedidos de levantamento do sigilo da ação e decretação de indisponibilidade dos bens dos requeridos. Os acusados serão notificados e terão prazo de 15 dias para apresentarem defesa preliminar.

fonte: TI INSIDE Online