A receita da indústria de software de código aberto tem crescido a taxas anuais cada vez mais elevadas e a expectativa é que o ritmo continue acelerado. Os investimentos mundiais em software open source devem atingir US$ 8,1 bilhões até 2013, com taxa de crescimento anual composto de 22,4%, segundo a IDC.

A nova projeção é superior à realizada pela consultoria no ano passado e para ela isso decorre principalmente do fato de a recessão econômica ter estimulado as empresas a adotarem programas de código aberto desde o fim do ano até o momento.

Michael Fauscette, vice-presidente de pesquisa da IDC, acredita que a crise estabeleceu um cenário importante para que os software abertos caminhassem para uma posição cada vez mais essencial nas empresas. Segundo ele, com a consolidação do mercado de software “tradicional”, é primordial para os fornecedores de programas de código aberto conquistar o maior número de clientes possível.

O estudo constatou ainda que, com o crescimento da adoção de modelo de software como serviço (SaaS), as vendas mistas, ou seja, tanto de software de código aberto quanto proprietário, serão o principal modelo comercial para os próximos anos. Segundo a IDC, empresas do setor como IBM, Oracle, Sun, Dell e HP estão obtendo um grande retorno com software de código aberto.

fonte: TI INSIDE Online