Hoje nos deparamos com um desafio das antigas(Windows Server 2008R2(Enterprise) + SQL Server 2008R2 Standard(SP3)).Recebemos um alerta do nosso monitoramento indicando problemas relacionados à memória, gerando comportamentos indesejados, falhas em tarefas diárias (Jobs) e, para completar, a comunicação com DTC parou abruptamente no meio do dia. Tentamos imediatamente restabelecer essa comunicação, mas sem sucesso.

Após reiniciar o serviço do SQL, o ambiente retornou estável, nosso cliente seguiu em frente mantendo sua produtividade. Começamos então uma análise profunda para identificar as causas desse cenário e buscamos maneiras de minimizar ou eliminar esses problemas.

Ao investigar o serviço do SQL Server, observei que o parâmetro “Max server Memory” estava configurado com 85% da memória total disponível, além de outras configurações que foram reavaliadas.

Examinando o “Event Viewer” do Windows, identificamos erros relacionados à escassez de memória. Diante das limitações para um possível upgrade de memória, chegamos a algumas conclusões.

O ‘DTC’ é crucial para as necessidades do negócio, modelo da solução e como esse componente requer uma parcela de memória (Mem To Leave), além de outros recursos que não usam o Buffer Pool (Memory Pool), sugerimos as seguintes recomendações:

> Reavaliar os valores fixos do “Page File”, ajustando para os valores mínimos e máximos e reorganizando a distribuição dos arquivos, conforme recomendações;

> Avaliar a possibilidade de implementar uma política (GPO) de acesso com intervalo definido para sessões inativas e definir os “papeis” de acesso para cada equipe.

Essas ações têm o potencial de reduzir os riscos em um ambiente já de longa data, trazendo uma nova perspectiva para essa situação.

Já enfrentou algo similar? Conseguiram obter outras perspectivas ou insights valiosos?

Compartilhe conosco para disseminarmos conhecimento e enriquecermos a experiência de todos!”