De acordo com documento apresentado pela consultoria, essa definição deve ajudar as empresas a analisar se os modelos oferecidos no mercado aderem ao conceito

Um recente relatório da consultoria Gartner elenca os cinco critérios que definem o modelo de cloud computing (computação em nuvem). No documento, a empresa afirma que esses atributos ajudarão a analisar até que ponto as soluções e serviços oferecidos no mercado aderem, ou não, a esse conceito.

Ainda no documento, o Gartner define cloud computing como um estilo de computação escalável e elástica na qual os recursos de TI são fornecidos como um serviço para clientes externos, a partir da internet.

Os cinco atributos definidos para a computação em nuvem são:

1.    Baseado em serviço – Na computação em nuvem os serviços podem ser considerados sob medida, uma vez que são designados para atender às necessidades específicas de um grupo de clientes e as tecnologias, por sua vez, são escolhidas para suprir a solução, em vez de os serviços serem desenvolvidos de acordo com a infraestrutura tecnológica disponível.

2.    Escalável e elástico – O serviço pode ter capacidade de escalar para cima ou para baixa de acordo com as demandas do cliente. Já a elasticidade é um pressuposto para o caso dos ambientes em que existem recursos compartilhados de TI.
No caso da escala, ela é um requisito ligado à infraestrutura e software. Enquanto a elasticidade está associada não só com escala, mas também com modelos econômicos.

3.    Compartilhado – A criação de grupos que compartilham serviços facilita a economia de escala, ao mesmo tempo em que os recursos de TI são usados com o máximo de eficiência.
A infraestrutura, software ou plataformas passam a ser divididos entre vários usuários do serviços. Isso permite fornecer um número infinito de recursos para atender às necessidades de múltiplos clientes, ao mesmo tempo.

4.    Medido por uso – Esse modelo de serviços possibilita criar métricas que permitam diferentes modelos de pagamento. O provedor pode cobrar pelo uso, por número de usuários, criar planos limitados, entre outros. Mas, em todos os casos, o pagamento vai ser feito pelo uso do serviço e não de acordo com o custo do equipamento.

5.    Baseado no uso da internet – Os serviços são oferecidos por meio de protocolos e formatos web (como URLs, http e IP).

fonte: www.uol.com.br