Do interior de São Paulo para o mundo. Dois alunos do curso de desenho industrial da Universidade Estadual Paulista (Unesp), de Bauru, Alexandre Nacari e Henrique Perticarati, conquistaram o primeiro lugar na categoria design da Imagine Cup, competição internacional organizada anualmente pela Microsoft. Após cinco dias de disputas no Cairo (Egito), eles receberam como prêmio US$ 8 mil.

Os estudantes são estagiários do Laboratório de Tecnologia da Informação Aplicada (LTIA) na Faculdade de Ciências. Eles criaram a equipe Willburn só para participar da competição. No Egito, a dupla teve 36 horas para elaborar um projeto de interface baseado no tema da competição (“Imagine um mundo onde a tecnologia ajude a resolver os problemas do planeta que mais nos desafiam hoje”).

Para se classificar para as finais, a equipe Willburn desenvolveu o projeto Cheops, que ajuda a alfabetizar crianças. Eles se inspiraram na mesa do Museu da Língua Portuguesa em que o usuário pode juntar letras e sílabas para formar palavras. A partir daí, aparece uma animação explicando a etimologia da palavra formada.

No projeto Cheops, as letras podem ser substituídas por números, ajudando também no ensino da matemática, ou por elementos químicos, entre outras matérias pedagógicas. Cerca de 300 estudantes participaram das finais em diversas categorias. Desse total, 22 são brasileiros.

Além da equipe Willburn, outras duas equipes formadas por estudantes da Unesp de Bauru tiveram colocações de destaque na competição. A equipe OpenLab ficou entre as 12 melhores na categoria Embedded (dispositivos embarcados).

Ela é formada pelos estagiários do LTIA Bianca Bertoni, Pedro Cavalca e Thiago Fabre, que cursam ciências da computação e João Franco, do curso de sistemas de informação. A equipe Casa Amarela, formada por Claudia Daher e Thalita Hayata, do curso de desenho industrial, ficou entre os 6 melhores times na categoria Short Film (filme de curta metragem).

fonte: www.convergenciadigital.com.br