A Telefônica antecipou em nove dias a conclusão do plano de estabilidade da rede que comporta sua estrutura de banda larga, o Speedy.

Segundo o presidente da operadora, Antonio Carlos Valente, a Anatel visitará as estruturas da companhia nesta segunda-feira, 20, e na terça, 21. O intuito é avaliar os reparos feitos para, dentro do prazo da agência, autorizar o retorno das vendas do Speedy.

Valente explica que, dentre as melhorias realizadas para garantir o bom fornecimento do serviço de banda larga, estão a contratação de mais 350 atendentes, o que deve ocorrer até o final deste mês, e a redução no número de ofertas que envolvem o Speedy.

“Tínhamos quase 40 promoções diferentes e isso dificultava o atendimento por parte de nossos funcionários e o próprio entendimento por parte do cliente. A proposta agora é reduzir o número de ofertas em 50% ou 60% para perseguir qualidade nos processos de venda e pós-venda”, destacou ele ao Meio&Mensagem.

Histórico do problema
Ao longo de 2008 e o primeiro semestre de 2009, o Speedy recebeu reclamações constantes de consumidores, especialmente no estado de São Paulo, onde centenas de assinantes penaram com diversas quedas na conexão.

Por conta disso, a Anatel proibiu, na semana passada, que a Telefônica  continuasse a vender o serviço, pelo menos até que solucionasse todos os problemas relativos a ele.

O histórico de reclamações contra a Telefônica, bem como a decisão da Anatel e as argumentações da operadora em relação à atitude da agência reguladora, podem ser conferidas no Baguete, pelo link relacionado abaixo.