Na obra, realizada a partir de pesquisas, os especialistas apontam que os executivos da área de tecnologia da informação têm de trilhar um caminho profissional diferenciado

O livro “Work Yor Strenghts: A Scientific Process to Indentify Your Skills and Match Them to the Best Carrer for You” (ainda sem versão em português) aponta que duas das três competências cognitivas mais importantes para ser um CIO são as mesmas exigidas dos profissionais de TI em geral: metacognição (capacidade de avaliar objetivamente o desempenho e descobrir maneiras de melhorá-lo) e memória de trabalho (capacidade de recordar muitas coisas diferentes ao mesmo tempo e atuar com tarefas complexas).

A performance exigida de um bom líder da área de tecnologia, no entanto, difere dos demais profissionais de TI. Para ser bem-sucedido, o CIO precisa atuar de acordo com um planejamento e prioridades, com o intuito de pensar antes de agir. Além disso, esses profissionais devem ser flexíveis.

Segundo os autores do livro, Chuck Martin, diretor-executivo da empresa de pesquisas NFI Research, e os psicólogos Richard Guare e Peg Dawson, a obra foi produzida com a proposta de identificar os três pontos fortes das habilidades cognitivas (capacidade de percepção, memória e habilidade) comuns para a maioria dos executivos de tecnologia da informação, gerentes e funcionários. Para elaborar livro foram ouvidos 171 profissionais de TI e também especialistas de outras áreas.

Para os autores, as descobertas são surpreendentes ao comprovar que os profissionais de TI precisam percorrer uma trajetória profissional própria, quando comparado às demais áreas de negócio. O mesmo vale para a maneira de gerenciar e treinar os colaboradores.

 

Fonte: Livro mostra as competências necessárias aos profissionais de TI