Neste cenário, as empresas precisam estar alinhadas para atender e responder prontamente aos clientes, parceiros e fornecedores, o que lhes garantirá credibilidade, transparência, vantagens competitivas e o alcance de suas metas. A área de TI, por sua vez, pode colaborar fornecendo informações precisas e consistentes para toda a companhia, viabilizando, assim, a “empresa em tempo real”. Este conceito refere-se a uma corporação que usa processos de negócios, soluções de TI e as melhores práticas para garantir que informações sobre os clientes, produtos e parceiros sejam sempre confiáveis. A empresa em tempo real maximiza o valor de seus ativos de informação por meio da integração e da análise de dados críticos de seus sistemas de front office e back office. Por exemplo, para impulsionar o aumento de receita ou a participação de mercado, uma empresa pode recorrer a iniciativas como cross-selling e up-selling a partir da análise de perfis, sendo que para todas elas são necessárias informações precisas para a tomada de decisão.

Projetos de integração de dados são aplicados de acordo com a especificidade da situação, envolvendo sistemas como datawarehouses, hubs de dados operacionais, sincronização, replicação de dados e serviços, como parte de uma estratégia SOA mais abrangente. Estes projetos precisam lidar de forma eficaz com informações estruturadas e não-estruturadas, garantindo a precisão das informações e seu fornecimento na velocidade dos negócios.

Predição estratégica – A integração de dados baseada em eventos é usada para responder a situações de negócios conforme elas surjam ou para prevê-las antes que seja tarde demais para reagir. Em muitos casos, as alterações dos dados não são previsíveis, resultando em irregularidades e inconsistências. O acesso autorizado aos dados no momento em que ocorre um evento permite ação imediata, de forma automática ou por intervenção humana. No varejo, por exemplo, é muito importante detectar continuamente os baixos níveis de estoque e ativar ações ou alertas de reabastecimento automático. Ao rastrear os dados de inventário em tempo hábil, os varejistas podem tomar decisões mais eficientes. Outra vantagem do rastreamento em tempo real é o monitoramento da qualidade dos dados para detectar potenciais pedidos irregulares.

Qualidade dos dados – As empresas precisam confiar na precisão e na consistência das informações que fluem em seus sistemas e para seus parceiros de negócios e, por isso, as companhias precisam investir em tecnologias para assegurar isso. Os projetos de qualidade de dados em tempo real garantem que, tão logo eles sejam criados em um sistema, sejam também normatizados e validados em relação aos padrões. Na área financeira, altamente competitiva, os provedores procuram constantemente melhorar o serviço aos clientes e apoiar oportunidades de up-sell e cross-sell. Nos últimos anos, portais bancários de autosserviço baseados na Web têm oferecido diferenciais que aumentam a satisfação dos clientes, gerando, em contrapartida, maior faturamento e participação de mercado. Os projetos de qualidade de dados em tempo real garantem pró-ativamente que as informações das contas dos clientes sejam consistentes e precisas.

A integração de dados melhora a eficiência operacional, traz vantagens competitivas e aumenta a lucratividade. Com soluções adequadas nesta área, uma organização pode atender à crescente demanda dos clientes e às mudanças do mercado, além de combater eventuais riscos de forma pró-ativa, adequada e econômica.

fonte: TI INSIDE Online