Considerado uma ferramenta fundamental para o trabalho das organizações, os sistemas de correio eletrônico devem ser olhados com atenção pelos profissionais de TI para não afetar a produtividade dos funcionários

Comunicação com o mercado, o público interno, entre fornecedores e parceiros, compartilhamento de agendas e compromissos. Há certo tempo, o e-mail corporativo deixou de ser utilizado apenas como correio eletrônico e passou a ser uma das ferramentas mais importantes no dia-a-dia das empresas.<–!more–>

Nesse sentido, é comum ouvirmos funcionários dizendo que “não tem como trabalhar” quando ocorre uma falha e suas ferramentas de mensagens e outras funcionalidades ficam fora do ar. Dessa forma, é óbvio dizer que a alta disponibilidade do e-mail corporativo representa, hoje, um dos pilares tecnológicos que sustentam o desempenho empresarial.

De olho nesse contexto, seguem cinco dicas para ajudar a equipe de TI a manter rede de comunicação eletrônica da empresa sempre disponível e, com isso, não afetar a produtividade dos funcionários:

1. Proteja seu servidor contra falhas

Os componentes que formam um servidor de e-mail incluem adaptadores e transformadores de energia, CPUs, dispositivos de memória e plataformas lógicas. Assim, utilizar produtos bem recomendados e de marcas reconhecidas no mercado juntamente com a manutenção e o monitoramento preventivos das ferramentas pode evitar sérios danos de hardware em seus sistemas.

Entretanto, caso uma pane ocorra, é indispensável que a companhia tenha uma estrutura de redundância de dados e componentes de hardware, assegurando a possibilidade de operação da organização.

2. Entenda e adeque corretamente sua estrutura de storage

Todo gestor deve entender que há diferenças entre o armazenamento de dados locais e de informações compartilhadas. Há necessidade de mapear a base de dados da empresa para, então, dividir como cada segmento de informação será tratado. Sem essa lição de casa, não será possível criar e manter um ambiente seguro de storage.

3. Previna-se contra falhas de redes

Além de conexões duplicadas com servidores, sistemas de e-mail corporativo devem apostar na redundância de switches e roteadores. Só assim, a infraestrtutura passará a ser tolerante a alguns erros e não cairá a cada oscilação energética ou reinicialização do sistema, por exemplo.

4. Aposte na duplicação de dados para prevenção e recuperação de desastres

Em se tratando de danos à operação da companhia, duas são as medidas possíveis para diminuir seus impactos. A primeira diz respeito à redundância de dados. Assim, quando um site ficar fora do ar, em poucos minutos as informações lá contidas serão recuperadas.

A outra é em relação à duplicação de servidores e à capacidade de acessá-los remota e automaticamente após uma pane no sistema vigente. Assim, no mesmo instante em que um incidente derrubar um site, outro servidor será iniciado para que a operação não sofra consequências.

5. Considere a virtualização como possibilidade real

A virtualização de servidores torna mais fáceis a avaliação, gestão e testes de infraestrutura e sistemas, além de ser mais econômica no sentido de não exigir hardware.

fonte: CIO