A Microsoft divulgou nesta quarta-feira, 15/07, um alerta de que cibercriminosos atacaram usuários do Office para Windows, se aproveitando de uma falha na programação do software, ainda não consertada pela empresa.

“Apesar dos reparos feitos nesta terça-feira, 14/07, os usuários do Windows continuam sob ataque. A Microsoft está dando dois passos para frente, enquanto os hackers estão levando-a um passo para trás”, disse o diretor de pesquisas de segurança da McAfee Avert Labs.

Os cibercriminosos almejam os programas da Microsoft porque eles são muito usados, o que permite atingir o maior número de vítimas possíveis com apenas um grupo de códigos. O Windows opera em mais de 90% dos computadores mundialmente. O Office tem cerca de 500 milhões de usuários.

Os atacantes se aproveitam da vulnerabilidade no Office colocando armadilhas em sites contaminados por códigos maliciosos que são carregados em computadores que usam o Office. PCs infectados são então tomados por uma botnet, uma rede de computadores zumbis controlada pelos atacantes.

Essa rede é usada então para roubar identidades, enviar spam e promover outros crimes online. A Microsoft não informou quantas máquinas teriam sido atacadas. Os usuários podem evitar ataques ao desativar funções do Office que permite que o software funcione com a Internet. As versões XP, 2003 e 2007 do Office são todas vulneráveis aos ataques.


fonte: www.convergenciadigital.com.br